Prefeitura de São Luís, UNASUS-UFMA e grupo Ilha Azul se unem em prol da causa do autismo

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Representantes do poder público municipal e da sociedade civil se reuniram, nesta quarta-feira, 20, na sede da Universidade Aberta do SUS (UnA-SUS/UFMA), no prédio do curso de Medicina (ILA) da Universidade Federal do Maranhão, para discutir o início de ações conjuntas em prol dos portadores do autismo.

Representando a Prefeitura de São Luís, os secretários municipais Deborah Baesse (Criança e Assistência Social), Ted Lago (Desenvolvimento Econômico e Social) e o superintendente de Educação na Saúde da Semus, Marcos Pacheco, estabeleceram uma agenda de ações para sensibilizar os profissionais da saúde pública e dar apoio às famílias com filhos portadores de autismo.

O encontro partiu de uma demanda da Associação dos Pais, Familiares e Amigos de Pessoas com Transtorno do Espectro Autista - Ilha Azul, que desenvolve em São Luís o trabalho de conscientização e apoio às famílias cujos filhos são portadores de autismo e síndromes correlatas (como a de Asperger e o Transtorno Global do Desenvolvimento).

De acordo com a secretária municipal da Criança e Assistência Social, Deborah Baesse, “o objetivo desta primeira reunião é buscar o entendimento e traçar ações articuladas que envolvam a Assistência Social, Educação e Saúde e que contemplem uma maior conscientização da sociedade civil sobre o autismo, melhorando a qualidade de vida dos portadores da síndrome e das suas famílias”.

Para a coordenadora geral da UnA-SUS UFMA, Ana Emília de Oliveira, “o momento é de buscarmos a elaboração de ações transversais  e de parcerias público-privadas para atingirmos um número maior de pessoas e profissionais da saúde”. Na reunião, a coordenadora se comprometeu a inserir o tema do autismo nos cursos de especialização oferecidos pela UnA-SUS/UFMA aos profissionais do sistema público de saúde que, em sua ampla maioria, não estão preparados para o reconhecimento e atendimento aos portadores de autismo.

Outros encaminhamentos também foram dados na reunião, como a elaboração de uma cartilha sobre os transtornos do espectro autista e a produção de inserções audiovisuais sobre o tema, para serem divulgados através dos veículos de imprensa.

A culminância desta primeira etapa de ações se dará com a 1ª Jornada Maranhense de Autismo, a se realizar nos dias 6 e 7 de abril, com público-alvo nos profissionais da área da saúde. O evento é alusivo ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, 2 de Abril. Na programação, estão palestras de especialistas brasileiros e estrangeiros, como o dr. Thomas S. Higbee, professor associado no Departamento de Educação Especial e Reabilitação na Utah State University; a drª Meca Andrade, especialista e doutoranda em Análise do Comportamento pela Western New England University; a drª Cássia Leal, psicóloga e mestra em Psicologia Experimental e Análise do Comportamento; e a drª Rosa de Morais, médica pediatra e especialista em Infância e Adolescência.








0 comentários:

 
Bastidores3 © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot